Lixo em Luanda invade ruas e mercados

Luanda – Vermes das moscas domésticas (Muscidae), das varejeiras (Calliphoridae) da carne ( Sarcophagidae),da fruta (Tephritidae), ratos e baratas invadem as residências dos moradores de vários municípios de Luanda, devido aos amontoados de lixo que se acumulam há mais de três meses sem recolha.

waste

A proliferação de lixo, um pouco por toda a província de Luanda, está a preocupar os seus habitantes, incapazes de alterar o quadro por falta de meios apropriados para o efeito. Continuar lendo

Anúncios

Lixo produzido por 80 milhões de brasileiros não tem destinação correta

Resíduos vão para lixões e aterros irregulares, por exemplo.
Vinte milhões de pessoas não tem nem serviço de coleta.

waste

Quatro anos depois de entrar em vigor a Política Nacional de Resíduos Sólidos, o Brasil ainda está muito longe de atingir as metas da legislação. Um balanço divulgado nesta segunda (27) pela Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza) mostra que o lixo produzido por 80 milhões de brasileiros não tem destinação correta. Vão para lixões e aterros irregulares, por exemplo. Continuar lendo

A cidade lixo zero

Venlo, na Holanda, é a primeira região do mundo a aplicar o conceito de cradle-to-

cradle em larga escala

greenport_venlo

Com cerca de 100 mil habitantes e 28 quilômetros quadrados, a diminuta Venlo, no sul da Holanda, decidiu adotar a filosofia do cradle-to-cradle como estratégia para promover a inovação e o crescimento econômico. Em 2006, se tornou a primeira região do mundo a aplicar em larga escala o conceito desenvolvido por Michael Braungart e William McDonough, que propõe fazer produtos que sigam um padrão de design regenerativo, de lixo zero, em que os componentes de um determinado produto ora retornam ao ciclo de produção como matéria prima pura, ora se transformam em fertilizantes. Continuar lendo